Administração Tributária/Previdenciária - Coronavírus - Receita Federal altera norma que dispõe sobre regras de atendimento presencial e suspende prazos de atos e procedimentos administrativos

download
Publicada em 01.06.2020 -09:07
A Portaria RFB nº 936/2020 alterou a Portaria RFB nº 543/2020 , que estabelece, em caráter temporário, regras para o atendimento presencial nas unidades de atendimento, e suspende o prazo para prática de atos processuais e os procedimentos administrativos que especifica, no âmbito da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB), como medida de proteção para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus (Covid-19).

De acordo com as alterações ora incluídas, destacamos que:
a) o atendimento presencial nas unidades de atendimento da RFB ficará restrito, até 30.06.2020, mediante agendamento prévio obrigatório (anteriormente, o atendimento presencial estava restrito até 29.05.2020;
b) ficam suspensos os prazos para prática de atos processuais no âmbito da RFB até 30.06.2020 (anteriormente, a restrição estava suspensa até 29.05.2020;
c) ficam suspensos os seguintes procedimentos administrativos até 30.06.2020 (anteriormente, o atendimento presencial estava suspenso até 29.05.2020):
c.1) emissão eletrônica automatizada de aviso de cobrança e intimação para pagamento de tributos;
c.2) notificação de lançamento da malha fiscal da pessoa física;
c.3) procedimento de exclusão de contribuinte de parcelamento por inadimplência de parcelas;
c.4) registro de pendência de regularização no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) motivado por ausência de declaração; e
c.5) registro de inaptidão no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) motivado por ausência de declaração.
d) excetuam-se do disposto nas letras "b" e "c":
d.1) a possibilidade de ocorrência de decadência ou prescrição do crédito tributo, conforme o disposto no inciso V do art. 156 da Lei nº 5.172/1966 ( Código Tributário Nacional - CTN );
d.2) o procedimento especial de verificação da origem dos recursos aplicados em operações de comércio exterior e combate à interposição fraudulenta de pessoas de que trata a Instrução Normativa RFB nº 228/2002, e aos decorrentes de operação de combate ao contrabando e descaminho;
d.3) atos necessários ao cumprimento de determinações judiciais; e
d.4) outros atos e procedimentos necessários à configuração de flagrante conduta de infração fiscal ou à inibição de práticas que visem a criar obstáculos às ações de enfrentamento da pandemia decorrente da Covid-19.
e) fica revogado o inciso VI do art. 7º da Portaria RFB nº 543/2020 .

( Portaria RFB nº 936/2020 - DOU 1 de 1º.06.2020)

Fonte: Editorial IOB
Tributos e Contribuições Federais - Parcelamentos ...
Música no trabalho: ajuda ou atrapalha?
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitantes
Sexta, 10 Julho 2020